terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Dicionário Caipiracicabano 7

Amém nóis tudo - Se existe um povo de fé, este é o piracicabano. Da boca pra fora, pelo menos, o santo nome de Deus é invocado com muito fervor. E a solidariedade, se não sai pelos poros, está sempre na boca das pessoas. Quando se deseja, por exemplo, que tudo aconteça de maneira coletiva, basta dizer amém nóis tudo que, imediatamente, se sabe que as graças – ou desgraças – dos céus foram invocadas. Amém nóis tudo significa que a pessoa espera que aconteça, para todos, alguma coisa que se deseja ou que foi invocada. Por exemplo: quando se está numa esquina e alguém fala que a mulher de outro o está corneando, os que ouvem a novidade falam amém nóis tudo. Ou seja, que venha a nós a muié do outro. Quase sempre, dá certo


Amiga - Ora, amiga é amiga, em Piracicaba e em qualquer lugar do mundo. Mas, para piracicabano, amiga é um pouco mais do que amiga. Quando a moça, toda exuberante passa pelas ruas, há sempre alguém falando baixinho: “Sabe, ela? Ela é amiga do nosso amigo industriar...” Ser amiga soa mais requintadamente do que amante, amásia, concubina, o escambal.

Amigá - Em Piracicaba e região, quem não casa amiga. Segundo o coleguinha Aurelião, isso se usava no país todo. Mas, entre os piracicabanos, continua atual. Em dia de feira, o mulherio se reúne para atualizar o noticiário. Se um casal passa por perto, abraçadinho, sempre haverá uma mulher que pergunta: “Alá, aqueles doi. Eles tão casado?” E haverá, também, quem responda: “Que nada, quar o quê! Ouvi dizê que eles tão amigado.” Como, na região, as pessoas se dizem muito amigas umas das outras, essa amigação se generalizou.

Amordeu - Qualquer pessoa de fé sabe que amordeu é “por amor de Deus”. Quando muié vê marido, em casa, bebendo muito uísque ou cerveja, entra em pânico, telefona para a amiga: “Amordeu, invente quarqué coisa e venha buscá eu, amordeu.”

Andá cum ela - Se, quanto à situação acima citada, a amigação é uma realidade estável, há as realidades instáveis. Os casos entre amantes, os romances escondidos sempre são, de alguma forma, conhecidos do povo. Se o casalzinho, mesmo guardando segredo de seu romance, se encontra, por exemplo, na padaria, haverá sempre alguém que diga: “Tá vendo aqueles doi? Puis é, ele tá andando cum ela.” Ou seja, andá cum ela é ter um caso, um romance, mesmo que eles prefiram mais deitar do que ficar andando.

Andá de vião - É o mesmo que viajar de avião, que se deixar transportar por aeronave. Andá de vião causa uma inveja desgraçada nas pessoas. Quando o Juscelino Kubitschek viajava pelo Brasil todo para acompanhar obras de seu governo, o pessoal de Piracicaba sempre comentava: “Chiii, otra veiz, lá foi o home andá de vião.” No século 21, a coisa de andá de vião é com o Presidente Lula. Por outro lado, as secretárias dos executivos da região, quando estes estão em viagem, comunicam aos interessados: “O patrão foi andá de vião. Deve vortá daqui uns 15 dia.”

Nenhum comentário: